“Consolidar e reforçar o serviço que está a ser feito”. Foi este o desejo formulado pelo autarca Nuno Mocinha, presidente da Câmara de Elvas, na cerimónia de assinatura de contrato de comodato com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), que prevê a cedência de um imóvel na Avenida 14 de Janeiro.

Os serviços desenvolvidos pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais tinham lugar na antiga Casa dos Magistrados, na Avenida da Piedade, em instalações obsoletas e que necessitavam de melhores condições para a actividade desenvolvida.

Rómulo Mateus, director-geral da DGRSP, vincou a tarefa “imensa” em “bem servir” as pessoas da comunidade onde se insere e assumiu “sem vergonha” a colaboração “necessária com as entidades locais”.

O autarca Nuno Mocinha explicou que o serviço da DGRSP presta “é essencial” no acompanhamento, por exemplo, de ex-reclusos em regime aberto.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Santa Eulália: Festival Idade de Ouro arrancou no Dia Internacional do Idoso

Centenas de pessoas marcaram presença no primeiro de oito almoços englobados no Festival d…