A Direção-Geral da Saúde aceitou as adaptações sugeridas pela Federação Portuguesa de Rugby (FPR) à modalidade para diminuir o risco de contágio da covid-19, permitindo o regresso de treinos e competições da formação, revelou hoje o organismo.
“A DGS acolheu as recomendações da FPR sobre a possibilidade de regresso das camadas jovens e a adaptação das modalidades para mitigação do risco de contágio, passando a ser possível, a partir de 19 de abril, a prática de râguebi adaptado ‘covid-free’ em todos os escalões etários”, anunciou a federação nas redes sociais.
Mais tarde, a partir de “03 de maio”, passará mesmo a ser permitido praticar “râguebi total, sem limitações, nos treinos das camadas jovens”, estando ainda prevista a “possibilidade de competição”.
No entanto, e apesar de considerar que “estas modificações são positivas para a retoma do desporto jovem”, a FPR promete “continuar a sensibilizar as entidades competentes para os custos elevados associados à obrigatoriedade de realização de testes laboratoriais”.
O râguebi foi considerado modalidade de risco muito elevado de contágio da covid-19, motivo pelo qual as competições dos escalões de formação se encontram suspensas desde março do ano passado.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Desporto

Veja também

Praia da Zambujeira do Mar em Odemira foi interditada a banhos

Praia da Zambujeira do Mar em Odemira foi interditada a banhos …