As obras de construção da Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia (SCM) de Évora arrancaram esta semana, num investimento de cerca de quatro milhões de euros, revelou hoje o provedor da instituição.
A Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) vai “nascer” num novo edifício que será construído num terreno situado junto ao Recolhimento Ramalho Barahona, indicou à agência Lusa o provedor da SCM de Évora, Francisco Lopes Figueira.
Segundo o responsável, a futura UCCI da instituição envolve um investimento “na ordem dos quatro milhões de euros” e vai ter “capacidade para 42 camas”.
Lopes Figueira adiantou que a empreitada arrancou esta semana com a “montagem do estaleiro” da obra e com o início da “movimentação de terras”, referindo que os trabalhos têm um prazo de execução de “20 meses”.
O projeto conta com apoio de fundos comunitários, através do Programa Operacional Alentejo 2020, com “uma comparticipação de 55%”, mas aguarda-se “um eventualmente reforço das verbas de comparticipação”, assinalou.
Com 140 utentes, o Recolhimento Ramalho Barahona é o maior dos dois lares da instituição.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Covid-19: Mais 22 mortos e 5.649 infectados, maior número de casos desde Fevereiro

Portugal regista hoje mais 22 mortos por Covid-19 e mais 5.649 infecções com o vírus da do…