A comunidade de Monjas da Ordem da Imaculada Conceição de Campo Maior agradeceu, esta semana, “as mensagens de proximidade e comunhão” recebidas durante o surto do vírus da covid-19 no Mosteiro.
“Desejamos agradecer, de todo o coração, a todos quantos nos apoiaram com as suas orações e mensagens de proximidade e comunhão ao longo do período em que nos encontrávamos a viver a prova de doença por contágio de covid-19”, começam por dizer as religiosas.
Numa mensagem difundida pela Arquidiocese de Évora, as monjas estendem o agradecimento ao Arcebispo D. Francisco Senra Coelho “pelo seu paternal cuidado e comunhão em tempos tão difíceis. Também aos senhores padres da Arquidiocese, religiosos e religiosas e a todos os cristãos que fazem parte deste Corpo Místico da nossa Igreja local o nosso profundo agradecimento por todo o bem demonstrado e por todas as orações escondidas que só o Pai viu no íntimo dos corações. Ele é o único que sabe e pode recompensar imensamente todos os Seus filhos com os dons e graças do Seu amor”.
Nesta mensagem, e recorde-se que o surto infectou 14 das 17 religiosas que residem no mosteiro de Campo Maior, frisam que “neste momento estamos quase restabelecidas. Há ainda algum cansaço que, acreditamos, irá desaparecendo progressivamente, e uma das irmãs que se encontra com algumas sequelas próprias da pneumonia pós-covid, para além de estar ainda dependente de oxigénio”.

Foto Arquivo

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Sugestões para uma escapadinha turística em Elvas

A cidade de Elvas e as suas fortificações comemoram este ano o 10.º aniversário da classif…