Um surto de covid-19 num lar privado em Estremoz, no distrito de Évora, já infetou 38 pessoas, entre utentes e funcionárias, tendo morrido uma idosa, disse hoje à agência Lusa a gerente da unidade, Sónia Linhol.
A responsável indicou que o novo coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, infetou 27 dos 32 utentes do Solar do Poço Coberto – incluindo a vítima mortal -, e 11 das cerca de 30 funcionárias.
Sónia Linhol adiantou que um homem e uma mulher, utentes do lar, estão internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).
Segundo a gerente do Poço Coberto, entre os utentes infetados, que estão no lar, “dois ou três têm sintomas ligeiros e os restantes estão assintomáticos”, acrescentando que estas pessoas estão no 1.ºandar da casa de repouso, enquanto os utentes que fizeram testes com “resultados negativos” estão no rés-do-chão do edifício.
“As funcionárias infetadas estão em casa em isolamento profilático”, acrescentou.
O primeiro caso no lar foi detetado no dia 05 deste mês, quando uma funcionária fez um teste com resultado positivo para a SARS-CoV-2, tendo no dia 08 sido testados todos os utentes e funcionárias do lar, adiantou a responsável.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Presidente da República inaugura 37ª Ovibeja, que decorre em versão digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai presidir, no dia 22 de Abril, pela…