O PAN apresentou um projeto de resolução na Assembleia da República em que recomenda ao Governo a requalificação da linha ferroviária do Alentejo para reduzir as emissões de CO2 e contribuir para a coesão territorial.
Em comunicado divulgado hoje, o PAN adianta que o projeto de resolução foi apresentado pelos três deputados do partido André Silva, Bebiana Cunha e Inês de Sousa Real.
Segundo o PAN, a iniciativa legislativa visa “dar prioridade à execução da eletrificação e requalificação do troço ferroviário Casa Branca – Beja” e incluir no projeto “a construção de uma variante de ligação ao aeroporto” da cidade alentejana.
O partido defende a eletrificação urgente do troço Beja – Funcheira e da ligação de Ermidas do Sado à Funcheira e a criação de “uma oferta de comboios e horários que seja atrativa e adequada para as necessidades de mobilidade das populações”.
Para o PAN, em relação à futura ligação do Porto de Sines a Espanha, “é imprescindível a eletrificação da ligação de Ermidas do Sado à Funcheira para assegurar o escoamento de mercadorias de um modo mais célere, sem ocupar as vias afetas ao transporte de passageiros e, ao mesmo tempo, contribuir para a redução da pegada carbónica”.
“Estas medidas são fundamentais, não só para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2), mas também para uma efetiva coesão territorial, especialmente no Alentejo, região que tem sido votada ao abandono nas infraestruturas de desenvolvimento nacionais”, é salientado.
Os parlamentares do PAN consideram ainda que “o aumento da disponibilidade e qualidade do transporte ferroviário é uma aposta fundamental para a redução de gases com efeito de estufa no setor dos transportes que representa cerca de 25% do total de emissões de CO2”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Avis: Cerca de 400 nadadores no Open de Portugal

Cerca de 400 atletas participam, no próximo fim de semana, na albufeira do Maranhão, em Av…