A Fundação EDP vai doar cerca de 3.000 computadores, no valor de um milhão de euros, a escolas e alunos em situação de vulnerabilidade, informou a instituição.
Segundo a Fundação EDP, os primeiros equipamentos electrónicos, de apoio ao ensino à distância, são entregues “na próxima semana, na Escola N.º1 de Beja”.
Os restantes computadores, destinados a alunos entre os 6 e os 14 anos, serão “distribuídos às escolas identificadas consoante a disponibilidade dos fornecedores”, é referido na mesma nota.
A acção decorre no âmbito do Programa EDP Solidária, as escolas foram sinalizadas “em conjunto com o Ministério da Educação e fazem parte do Programa TEIP – Territórios Educativos de Intervenção Prioritária, estando localizadas em territórios económica e socialmente desfavorecidos, marcados pela pobreza e exclusão social”, salienta o comunicado.
Os computadores vão ficar disponíveis para a utilização dos alunos das escolas seleccionadas “durante o seu percurso lectivo”.
Criado em 2004, o Programa EDP Solidária tem o objectivo de apoiar projectos que melhorem a qualidade de vida de pessoas socialmente desfavorecidas e de promover a integração de comunidades em risco de exclusão social.
“A Fundação EDP tem no seu ADN o investimento social em áreas prioritárias da sociedade portuguesa. Perante o regresso do ensino à distância dos nossos jovens, queremos contribuir para a inclusão digital de alunos em situação vulnerável, ajudando assim a criar condições mais favoráveis ao sucesso escolar”, frisou Vera Pinto Pereira, presidente da Fundação EDP, citada na mesma nota.

AYR // ZO
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

AHRESP defende criação de apoios para vítimas dos incêndios

AHRESP defende criação de apoios para vítimas dos incêndios …