O Luxemburgo confirmou na sexta-feira que vai enviar no próximo domingo dois médicos e dois enfermeiros especializados em cuidados intensivos para Portugal para apoiar na luta contra a covid-19, que irão  trabalhar no hospital de Évora.
Num comunicado enviado à Lusa, o Governo luxemburguês refere que no âmbito da “oferta de assistência” aceite por Portugal está a ser criada uma primeira equipa composta por um médico e um enfermeiro especializados em cuidados intensivos que partirá do Luxemburgo no domingo, 14 de fevereiro.
Em curso também estão os preparativos para uma segunda equipa similar partir em 20 de fevereiro, adianta o Governo do Luxemburgo.
A estadia das equipas médicas provenientes do Luxemburgo deve durar duas semanas, precisa o comunicado.
“Esta ajuda é uma ilustração das relações estreitas e amistosas entre o Luxemburgo e Portugal, cimentadas pela existência de uma grande comunidade portuguesa que vive e trabalha no Grão-Ducado, e um ato de solidariedade do Luxemburgo para com um país amigo”, afirma ainda o comunicado.
A nível nacional, a implementação deste acordo está a ser organizada pelo ministério de Estado, o Alto Comissariado para a Proteção Nacional, o ministério da Saúde, o ministério dos Negócios Estrangeiros e Europeus e o Serviço de Salvamento Aéreo do Luxemburgo, com a assistência da embaixada do Luxemburgo em Lisboa.

MC //RBF
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Oficiais de Justiça em greve até ao final da semana

O Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ) convocou uma greve para decorrer entre segunda e…