Um surto de covid-19 no Lar de Santo André, em Estremoz, já infetou 13 pessoas, entre utentes e funcionárias, disse hoje à agência Lusa a diretora técnica da unidade, Elsa Pingarilho.
A responsável indicou que o novo coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, infetou 10, dos 13 utentes do lar, e três, das nove funcionárias.
“Os três idosos que estão negativos encontram-se no lar, separados dos positivos”, adiantou.
Elsa Pingarilho explicou que, dos utentes “positivos”, alguns “estão assintomáticos” e outros com “sintomas ligeiros ou moderados”, adiantando que “atualmente não há casos graves” e que as pessoas estão a ser vigiadas pela equipa clínica do lar.
Os primeiros casos no lar foram detetados no dia 01 deste mês, quando duas utentes surgiram com “alguns sintomas”, tendo feito testes com resultados positivos para a SARS-CoV-2, recebidos no dia 03, adiantou a responsável.
A diretora técnica referiu ainda que, perante estes “resultados positivos”, foi ativado o plano de contingência do lar e contactadas as autoridades de saúde, a Segurança Social e a Proteção Civil.
Na sexta-feira, de acordo com a responsável, foram testados todos os utentes e funcionárias do Lar de Santo André, tendo sido confirmados, no sábado, os restantes casos positivos.
O lar de Santo André é uma das respostas sociais desenvolvidas pelo Centro Social e Paroquial de Santo André, em Estremoz.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Presidente da República inaugura 37ª Ovibeja, que decorre em versão digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai presidir, no dia 22 de Abril, pela…