Um surto de covid-19 num lar de uma freguesia rural do concelho de Castelo de Vide já infetou 53 pessoas, entre utentes e funcionários, disse hoje à agência Lusa fonte da câmara.
O presidente do Município de Castelo de Vide, António Pita, revelou que o surto no Lar da Terceira Idade de Nossa da Graça de Póvoa e Meadas foi detetado após a deslocação, no dia 28 de janeiro, de um utente ao hospital de Portalegre, para efetuar uma transfusão de sangue.
Segundo o autarca, foi detetado, nessa altura, que o idoso estava infetado pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.
 “O lar é composto pelo edifício mãe, que conta com 35 utentes, estando infetados 21. Já no edifício novo, estão 24 utentes e, destes, 20 estão positivos”, disse.
A instituição conta com um total de 46 colaboradores, dos quais 12 estão infetados pelo SARS-CoV-2, acrescentou.
Fonte do lar assinalou também à Lusa que os doentes estão assintomáticos e que as equipas da instituição estão a trabalhar “em bolha desde que foi detetado o primeiro caso”, ou seja, desde dia 28 de janeiro.
De acordo com o relatório publicado hoje pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), o distrito de Portalegre conta com um total de 187 mortes associadas à covid-19 desde o início da pandemia.
No documento, é referido que o distrito regista 875 casos ativos, 3.347 casos recuperados e 58 pessoas internadas nas unidades hospitalares da região.
A lista de casos ativos é liderada, precisamente, pelo concelho de Castelo de Vide, com 167 casos.
 Seguem-se Elvas (152 casos ativos), Ponte de Sor (131), Portalegre (67), Alter do Chão (64), Campo Maior (61), Nisa (52), Arronches (42), Fronteira (34), Marvão (28), Monforte (24), Sousel (23), Crato (11), Gavião (10) e Avis (nove).
A ULSNA, que sublinha que os dados são relativos ao apuramento das últimas 24 horas e que os mesmos são correspondentes aos apurados por laboratórios públicos, indica ainda que foram feitos até hoje 53.311 testes de diagnóstico no distrito.
A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.316.812 mortos no mundo, resultantes de mais de 106 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Em Portugal, morreram 14.158 pessoas dos 765.414 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

HYT // RRL
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Presidente da República inaugura 37ª Ovibeja, que decorre em versão digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai presidir, no dia 22 de Abril, pela…