O PSD questionou o Governo sobre o reforço de financiamento para o ensino superior, realçando que o Instituto Politécnico de Portalegre depara-se com “gastos extraordinários” devido ao combate à pandemia.
Numa pergunta dirigida ao ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, deputados do PSD alertam a tutela para o “impacto que a crise sanitária” está a ter nos orçamentos de instituições do ensino superior, apontando para o caso do Instituto Politécnico de Portalegre, que se depara “com gastos extraordinários na aquisição de equipamentos, recursos tecnológicos e equipamentos de protecção individual”.
Ao todo, os deputados do PSD identificaram dez instituições do ensino superior que sentiram o impacto da pandemia nos seus orçamentos: institutos politécnicos de Castelo Branco, de Coimbra, da Guarda, de Setúbal, de Viana do Castelo e de Viseu e universidades da Beira Interior, de Coimbra e de Trás-os-Montes e Alto Douro, além do Instituto Politécnico de Portalegre.
“Os efeitos da pandemia estão a fazer sentir-se na forma de funcionamento dos estabelecimentos de ensino, com a necessária adaptação às novas regras de higiene e segurança sanitária”, constatou o PSD.
Na pergunta endereçada na quinta-feira, os deputados questionam o Governo sobre qual o montante que está previsto para ressarcir o Instituto Politécnico de Portalegre dos gastos no contexto da pandemia de Covid-19.
“O financiamento público, via Orçamento do Estado, vai aumentar na mesma proporção das necessidades das instituições de ensino superior face à pandemia de Covid-19”, pergunta ainda o PSD.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Forte de Santa Luzia recebeu visita teatralizada

O Forte de Santa Luzia recebeu na manhã deste sábado, 13 de agosto, uma visita teatralizad…