Aquele que foi o primeiro autarca de Badajoz, entre 1995 e 2013, morreu esta manhã com 80 anos, noticia o diário Hoy.

Miguel Celdrán, que foi alcaide de Badajoz pelo PP entre 1995 e 2013, nasceu em março de 1940 em Badajoz e teve uma longa carreira na qual foi também senador e deputado regional. Começou em 1991, quando se tornou vereador pelo partido popular.

Miguel Ángel Celdrán estudou nos Maristas de Badajoz. Posteriormente foi para Córdoba estudar Engenharia Técnica Industrial. Foi avaliador e engenheiro técnico do Gabinete de Segurança e Higiene no Trabalho.

Pertenceu à extinta UCD, na qual se integrou o Partido Liberal de Joaquín Garrigues Walker. Entrou para o Partido Popular em 1990, do qual foi presidente provincial entre 2000 e 2004.

Depois de passar quatro anos na oposição, foi eleito alcaide de Badajoz nas eleições de 1995, cargo que revalidou por maioria absoluta em 1999, 2003, 2007 e 2011. Deixou o cargo em 2013, quando tinha 73 anos, e foi substituído pelo atual vereador, Francisco Javier Fragoso.

Celdrán foi presidente honorário do PP e referência dentro do partido. Muitas das pessoas que ocuparam cargos de referência na região junto ao popular começaram na política pelas suas mãos. É o caso do presidente da popular Extremadura, José Antonio Monago, que antes de ser presidente do Conselho era vereador, e do atual alcaide, Francisco Fragoso.

Mocinha transmite condolências

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, o socialista Nuno Mocinha, lamenta profundamente a morte de Celdrán.Com um sentimento de tristeza mas de amizade e respeito eterno, pelo homem e pelo cidadão dedicado à causa pública que deixa o seu marco em Badajoz e Elvas pela sua acção e relação sincera com os seus irmãos portugueses”, refere Mocinha.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por João Alves e Almeida
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Agente da PSP morre aos 61 anos de idade

Aurélio Alvenel da Silva Martins …