A Sé Catedral de Portalegre vai ser alvo de obras de reabilitação a partir do final deste mês, num investimento que ronda os 3,3 milhões de euros, anunciou a respetiva diocese.
O contrato de empreitada já foi assinado e o projeto é “assinado” pelos arquitetos Rui Barreiras Duarte e Ana Paula Pinheiro, segundo a Diocese de Portalegre – Castelo Branco.
 “O projeto envolve a reabilitação do imóvel edificado, bem como do móvel e integrado”, como os retábulos e imagens, indicou.
Os retábulos dos altares “são compostos por quase uma centena de pinturas, conjunto singular do estilo maneirista em Portugal (séculos XVI-XVII), concentrado num só espaço”, pode ler-se num comunicado da diocese.
Esta obra, num investimento que ronda os 3,3 milhões de euros, conta com apoios de fundos comunitários na ordem dos 2, 2 milhões de euros, enquanto a diocese assegura a contrapartida nacional.
“O prazo originalmente determinado para estas obras é 31 de dezembro do corrente ano. Curto demais, como é bem de ver. A atual pandemia também contribuiu para atrasar o início das obras”, assinalou.
Por isso, “é de prever a prorrogação deste prazo, o que só se pode solicitar no decurso das mesmas obras. Se tal acontecer, é preciso justificar adequadamente este eventual pedido de prorrogação”, acrescentou.
A construção desta Sé Catedral ficou a dever-se ao bispo Julião de Alva, por ocasião da formação da Diocese de Portalegre. Os trabalhos arrancaram a 14 de maio de 1556 e ficaram concluídos em 1575.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Avis: Câmara reforça parque de máquinas e viaturas

A Câmara de Avis, no distrito de Portalegre, reforçou o seu parque de máquinas e viaturas …