A Câmara de Estremoz decidiu adoptar algumas medidas excepcionais para funcionamento dos mercados e encerrar vários equipamentos, a partir de sexta-feira, no novo período de confinamento obrigatório, devido à pandemia de covid-19.
Em comunicado, o município explicou que tomou estas medidas “atendendo à renovação do estado de emergência e no âmbito do confinamento obrigatório decretado pelo Governo”.
O mercado abastecedor vai continuar a realizar-se às sextas-feiras, no pavilhão junto à esplanada dos Congregados, das 16:00 às 21:30, com acesso do público a partir das 19:30.
Já o mercado tradicional, de acordo com a autarquia, mantém-se aos sábados de manhã, exclusivamente para venda de produtos alimentares e essenciais, nomeadamente hortícolas, frutícolas, produtos regionais, plantas e árvores de fruto para plantação em hortas e pomares e animais de capoeira.
Este mercado funciona, como é habitual, no Rossio Marquês de Pombal, entre as 05:00 e as 12:30, sendo admitido o acesso do público a partir das 07:30.
“Não são admitidos no mercado tradicional os vendedores de produtos artesanais ou de quaisquer outros produtos que não sejam alimentares”, lê-se no comunicado.
A autarquia refere ainda que, no âmbito destas medidas excepcionais, não se realiza o mercado de levante, nem a feira de antiguidades e velharias.
Nos termos das medidas do novo confinamento obrigatório, a autarquia relembra que as deslocações aos mercados de Estremoz devem “cingir-se ao essencial e apenas em caso de necessidade de aquisição de produtos alimentares”.
Nessas deslocações, devem ser adoptadas as recomendações da Direcção-Geral da Saúde, designadamente o distanciamento social, o uso obrigatório de máscara de protecção, a lavagem e desinfecção frequente de mãos e, sobretudo, evitando a “permanência no local para além do tempo estritamente necessário para a aquisição dos produtos”, lembra o município.
A câmara decidiu ainda encerrar ao público, a partir de sexta-feira, vários serviços e equipamentos, como o Museu Municipal, Galeria D. Dinis, Museu Berardo de Estremoz, posto de turismo, biblioteca e arquivo, piscinas, Teatro Bernardim Ribeiro, pavilhão desportivo e estádio municipal.
Os restantes serviços e equipamentos municipais continuam abertos ao público, no horário normal de funcionamento, sendo o atendimento sujeito a gestão de filas ou a marcação prévia.
“Estas medidas mantém-se em vigor durante o período de confinamento, podendo vir a ser amenizadas ou agravadas em função da evolução epidemiológica ou de quaisquer outras orientações do Governo”, refere o município.

TCA // RRL
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Desempenho da Internet móvel é pior nas zonas rurais em Portugal continental

O desempenho da Internet móvel é pior nas áreas predominantemente rurais de Portugal conti…