Os 362 anos da Batalha das Linhas de Elvas, uma das mais importantes da Guerra da Restauração, são comemorados, este ano, sem a habitual cerimónia militar e homenagem aos mortos em combate, devido à pandemia.

Do programa comemorativo, assinalado no dia 14 de Janeiro, está apenas confirmada a cerimónia do Içar da Bandeira e o Te Deum na Igreja de Nossa Senhora da Assunção, a antiga Sé de Elvas. Ambas as iniciativas ocorrem no período da manhã.

O programa das comemorações exclui também outras acções de âmbito cultural, como exposições ou concertos.

A batalha foi considerada a primeira grande vitória militar dos portugueses sobre os castelhanos na Restauração de Portugal.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Líderes europeus ponderam restrições ou encerramento de fronteiras

A hipótese de voltar a fechar as fronteiras internas está a ganhar força junto dos líderes…