O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, determinou ontem a abertura de um inquérito urgente por parte da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) sobre os “incidentes” em Évora no acompanhamento de vacinas” contra a covid-19.
O ministro, “face aos incidentes ocorridos no acompanhamento da distribuição de vacinas da covid-19 em Évora”, entre a PSP e GNR, determinou a abertura de um inquérito urgente” pela IGAI, pode ler-se no comunicado divulgado pelo Ministério da Administração Interna (MAI).
Além disso, acrescentou a mesma nota, enviada à agência Lusa, Eduardo Cabrita “solicitou à Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna informação sobre quais as regras de acompanhamento e desembaraçamento do trânsito definidas para concretizar essa distribuição”.
A TVI noticiou ontem à noite que “um conflito de interesses entre PSP e GNR acabou por impedir a saída da carrinha que está a fazer a distribuição da vacina na região Sul do país”.
“É à GNR que cabe a segurança destas carrinhas em todo o país, mas a PSP de Évora teve outro entendimento, por considerar que é a sua área de jurisdição”, refere a notícia publicada na página de Internet daquela estação de televisão.
Segundo a notícia, “a PSP acabou por bloquear e impedir a saída da carrinha que transportava o fármaco”.
“O conflito acabou por ser resolvido com uma escolta partilhada entre a GNR e a PSP”, disse também a TVI.
Contactadas pela Lusa, a Direção Nacional da PSP e o Comando-Geral da GNR escusaram-se a comentar o sucedido em Évora.

RRL //RBF
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Avis: Cerca de 400 nadadores no Open de Portugal

Cerca de 400 atletas participam, no próximo fim de semana, na albufeira do Maranhão, em Av…