Os restaurantes do concelho de Alandroal, no distrito de Évora, que obtenham ajuda financeira do programa Apoiar, para minimizar as perdas de faturação devido à pandemia de covid-19, vão receber um apoio adicional da câmara municipal.
“Estando impedidos de desenvolver atividade, em particular, aos fim de semana, que é também o momento mais forte, temos uma situação pontual que justifica o apoio”, afirmou hoje à agência Lusa o presidente do município, João Grilo.
O autarca lembrou que o concelho de Alandroal entrou na classificação de risco de transmissão de covid-19 muito elevado, pelo que os restaurantes vão ter horários mais restritivos nos fins de semana de 12 e 13 e de 19 e 20 de dezembro.
Nestes dias, a restauração nos concelhos em risco de transmissão de covid-19 extremamente elevado ou muito elevado apenas pode funcionar entre as 08:00 e as 13:00 e, depois desse horário, apenas para ‘take-away’ e entregas ao domicílio.
Segundo a autarquia, o apoio municipal é “complementar ao apoio do Governo” e será atribuído aos estabelecimentos do concelho que se candidatem e obtenham ajudas do programa Apoiar Restauração.
Os restaurantes de Alandroal que se candidatem aos apoios criados pelo Governo “poderão receber o equivalente a 20% da faturação perdida por essa via” e “o município dará mais 30% com base no valor aprovado”, explicou a câmara municipal.
João Grilo indicou que os proprietários dos estabelecimentos devem apenas entregar no município uma cópia da candidatura aprovada ao programa Apoiar para obterem os 30% adicionais da autarquia.
“As candidaturas que chegam à câmara são as que já foram validadas tecnicamente pelos serviços do Governo, o que significa que podemos dar o nosso apoio, garantindo que são cumpridas as disposição e normas legais”, notou.
A Câmara de Alandroal estabeleceu uma parceria com a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL) para prestar apoio direto aos empresários na formalização das candidaturas.
Portugal contabiliza pelo menos 5.192 mortos associados à covid-19 em 332.073 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).
O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.
Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo, e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

PRR: Agência de Desenvolvimento do Alentejo quer Escola de Saúde no plano

A ADRAL - Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo defende a inclusão da Escola de …