Os concelhos de Elvas, Campo Maior, Arronches, Monforte, Ponte de Sor, Gavião inserem-se na lista de concelhos de risco “elevado”, o segundo menos grave numa escala de quatro níveis definidos pelo governo.

Em risco “elevado” encontram-se 86 concelhos, com mais de 240 e até 480 casos por 100 mil habitantes, e, em risco “moderado”, estão 65 concelhos, com menos de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

No distrito de Portalegre, o concelho de Nisa é o único a integrar o escalão de risco “muito elevado”, o terceiro mais grave de quatro. Nisa é um dos 80 concelhos que apresentam mais de 480 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Os concelhos do Crato e Portalegre integram a lista de concelhos de risco “extremamente elevado”, sendo os únicos dois municípios em toda a região do Alentejo. Em risco “extremamente elevado” estão 47 concelhos, por apresentarem mais de 960 casos de doença por 100 mil habitantes.

Em risco “moderado”, o menos grave no mapa de risco, encontram-se os concelhos de Alter do Chão, Avis, Castelo de Vide, Fronteira, Marvão e Sousel.

O primeiro-ministro António Costa sublinhou que a lista é dinâmica e será revista de 15 em 15 dias, alinhada com a revisão do estado de emergência.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Nove distritos do continente sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte

Nove distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de a…