Uma mulher de 33 anos foi ontem constituída arguida, em Ponte de Sor, por burlar e causar prejuízos num valor superior a 1100 euros.

De acordo com fonte do Comando Territorial de Portalegre, os militares da GNR do Posto Territorial de Ponte de Sor, no decorrer de investigação, apuraram que a suspeita utilizou os dados de uma antiga arrendatária de um imóvel para efectuar um contrato com uma operadora de telecomunicações, tendo com esta ação causado prejuízos à lesada num valor superior a 1100 euros.

Foi realizada uma busca domiciliária, tendo sido apreendido todo o material eletrónico relacionado com o ilícito que estava em uso na residência da visada. Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Portalegre.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Um ferido grave em despiste na Nacional 373, entre Elvas e Campo Maior

Uma pessoa ficou ferida com gravidade em resultado do despiste de um veículo ligeiro ocorr…