Mais 18 utentes e um funcionário do lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa estão infectados com o vírus da covid-19, subindo para 88 o número de infecções relacionadas com o surto em valências da instituição.
Fonte da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo disse ontem à agência Lusa que mais 18 utentes e um funcionário do lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa tiveram resultados positivos nos testes de despiste da presença do novo coronavírus que provoca a doença covid-19.
Por isso, o número de infectados relacionados com o surto subiu de 69 para 88, indicou, precisando que no total estão incluídos 47 utentes e dez funcionários de valências da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa e 31 pessoas da comunidade.
Por determinação da autoridade de saúde, os 38 utentes do lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa que tiveram resultados negativos nos testes são transferidos para a Zona de Concentração e Apoio à População de Reguengos de Monsaraz, disse a fonte da ARS do Alentejo.
Numa publicação que divulgou na sua página na rede social Facebook, o presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, explicou que os 38 utentes que não estão infectados são transferidos para aquele alojamento sanitário situado num dos pavilhões do Parque de Feiras e Exposições desta cidade “com o objectivo de serem separados dos utentes que já estão infectados” no lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa.
Segundo o autarca, o pedido de transferência dos idosos foi feito ao final da tarde e confirmado na noite de sábado pelo presidente da Câmara de Vila Viçosa, Manuel Condenado.
“De imediato”, a Câmara de Reguengos de Monsaraz confirmou “a disponibilidade de 39 camas articuladas” naquele alojamento sanitário, que está “totalmente preparado para acolher os idosos” e já tinha sido “previamente aprovado” pela Autoridade de Saúde Pública, pela Segurança Social e pela Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil.
O município também consultou a Subcomissão de Saúde Pública da Protecção Civil Municipal de Reguengos de Monsaraz, que “aprovou de imediato a cedência temporária” do alojamento sanitário, o qual, desde as 08:00 de ontem, está “sob gestão da Autoridade Municipal de Protecção Civil de Vila Viçosa”.
A Lusa tentou contactar, por várias vezes e sem sucesso, o vice-presidente da Câmara de Vila Viçosa, Luís Nascimento.
Ligadas ao surto em valências da Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa, no sábado, estavam internadas no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), todas em enfermaria ‘covid’, quatro pessoas, nomeadamente dois homens e duas mulheres, disse à Lusa fonte da unidade hospitalar.
Na sexta-feira registou-se a primeira vítima mortal do surto, uma mulher, de 86 anos, que estava internada no HESE, revelou à Lusa, nesse dia, fonte hospitalar.
Todos os estabelecimentos de ensino do agrupamento escolar de Vila Viçosa estão encerrados desde sexta-feira, provisoriamente, o mesmo acontecendo com as escolas do município vizinho de Borba, por decisão da Autoridade de Saúde Pública, devido ao aumento de casos de covid-19 nos dois concelhos.

LL (RRL/TCA) // VM
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Antigo deputado Cristóvão Crespo eleito presidente da distrital de Portalegre do PSD

O antigo deputado Cristóvão Crespo foi eleito sábado, dia 5, presidente da Comissão Políti…