O número de infetados no lar Mansão de São José, em Beja, subiu de 97 para 106, por terem sido identificados mais nove pessoas com testes com resultados positivos ao novo coronavírus.
Uma fonte da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) indicou à agência Lusa que, dos 15 testes que estavam inconclusivos, chegaram hoje os resultados de 11, dos quais nove são positivos, quatro de utentes e cinco de funcionários, e dois são negativos.
A ULSBA aguarda ainda o resultado de quatro testes.
O surto no lar da Mansão de São José, que apenas acolhe utentes do sexo feminino, conta agora com um total de 87 idosas com resultados positivos para o novo coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, e 19 funcionários, o que dá o global de 106 infetados.
Três utentes deste lar infetadas com covid-19 estão internadas no hospital da cidade, com quadro clínico “estável”, segundo a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo.
As três idosas encontram-se na “enfermaria covid” do Hospital José Joaquim Fernandes, com um “quadro clínico estável”, disse fonte da ULSBA.
A transferência de pelo menos 58 utentes desta Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) de Beja para a Base Aérea N.º 11 (BA11), nos arredores da cidade, está prevista começar por volta das 14:00 de hoje, segundo fonte da Proteção Civil.
O primeiro caso de covid-19 detetado neste lar foi o de uma mulher de 89 anos que “deu entrada na segunda-feira no Serviço de Urgência” do hospital de Beja, “fez um teste positivo” para o coronavírus SARS-CoV-2 e foi internada, disse esta semana à Lusa fonte da ULSBA.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Aeronaves ATL-100 vão ser produzidas em Ponte de Sor

O Aeródromo Municipal de Ponte de Sor vai acolher a produção da primeira aeronave ligeira …