O mês de outubro marca o início do ano hidrológico, período em que importa estar preparado para prevenir a precipitação que marca o Outono com a adoção de medidas de preparação e autoproteção. Importa em especial antecipar a ocorrência de fenómenos futuros de precipitação mais persistente, acompanhados de vento forte com rajadas e incrementos na agitação marítima.

MEDIDAS DE AUTOPROTECÇÃO

Medidas de Autoproteção para a população em situações de ventos fortes e precipitação intensa:- Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;- Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;- Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;- Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;- Ter especial cuidado na circulação junto a zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;- Ter especial cuidado na circulação junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;- Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança, nomeadamente no que diz respeito a cortes de estradas e vias alternativas de circulação.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por João Alves e Almeida
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Águas do Vale do Tejo investe 1,6 ME em cinco ETAR de Portalegre

Águas do Vale do Tejo investe 1,6 ME em cinco ETAR de Portalegre …