O Fórum Cívico Ibérico, constituído por organizações e cidadãos de Portugal e Espanha, vai ler este sábado, 10 de Outubro, na cidade da Guarda, um manifesto que defende um plano de investimento de qualidade a pensar nas populações que residem na zona de fronteira dos dois países.

A iniciativa tem lugar no dia em que decorre a Cimeira Luso-Espanhola na cidade da Guarda.

O Fórum Cívico Ibérico sublinha a necessidade “urgente” de estabelecer a ligação ferroviária de alta velocidade entre Madrid e Lisboa, assim como apelar para o regresso do comboio Lusitânia Expresso.

Da lista de reivindicações constam ainda a criação de um órgão de coordenação política a nível ministerial e uma instituição bilateral permanente e reconhecida em forma de tratado entre os dois Estados.

Entre outras ideias inclui-se o desejo de estabelecer uma Rede de Cooperação de Serviços para pessoas residentes na Raia, como é o Eurocidades, assim como sistemas de transportes públicos e privados compartilhados e avançar na coordenação de recursos de saúde na fronteira, como é o caso Elvas-Badajoz.

Do Fórum Cívico Ibérico fazem parte o mPI–Movimento Partido Ibérico, Sótão de Histórias–Audiovisuais e Entretenimento, Plataforma Ibérica–España, Partido Ibérico Íber, Plataforma Ibérica–Portugal, EL TRAPEZIO–Primeira Plataforma Mediática Ibérica, Federación Española de Agrupaciones de Folklore (F.E.A.F) e Sudoeste Ibérico en Redes.

Se pretender ficar a par de todo o documento pode aceder através do seguinte link: https://eltrapezio.eu/pt-pt/portugal-pt-pt/manifesto-do-forum-civico-iberico_13365.html

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Elvas: Chuva provocou danos avultados na Academia de Música e edifícios nas imediações

A chuva que se fez sentir durante o dia de ontem e na última madrugada provocaram estragos…