Os hóspedes em alojamento turístico terão recuado 43,2% e as dormidas terão diminuído 47,2% em agosto face ao mês homólogo do ano passado, divulgou o INE, que sinaliza a manutenção da “recuperação” do setor.
Segundo a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística (INE) para a atividade turística, em agosto, o setor do alojamento turístico (hotelaria, alojamento local com 10 ou mais camas e turismo no espaço rural/de habitação) deverá ter registado 1,9 milhões de hóspedes e 5,1 milhões de dormidas, o que corresponde a quedas de 43,2% e 47,2%, respetivamente.
Em julho, os hóspedes em alojamento turístico tinham caído 64% em termos homólogos e as dormidas 68,1%.
De acordo com o INE, as dormidas de residentes terão diminuído 2,4% (-30,8% em julho) atingindo 3,4 milhões, representando 65,9% do total, enquanto as de não residentes terão decrescido 72,0% (-84,5% no mês anterior), situando-se em 1,7 milhões.
Os hóspedes residentes terão sido 1,3 milhões, o que se traduz num decréscimo de 4,7% (-31,9% em julho) e os hóspedes não residentes terão atingido um total de 589 mil, recuando 70,1% (-83,4% no mês anterior), refere o INE.
O Alentejo terá continuado a apresentar a menor diminuição no número de dormidas, face ao mês homólogo, apresentando uma descida de 15,1% (-26,2% no mês anterior).
O INE destaca os crescimentos das dormidas de residentes no Algarve (9%), no Alentejo (4%) e no Centro (1,1%).
A totalidade dos principais mercados emissores manteve decréscimos expressivos em agosto (superiores a 50%), embora menores que no mês precedente (superiores a 65% em julho).
Em agosto, 21% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes, contra os 27,8% de julho.
O INE atualizará estes dados no dia 15 de outubro.
 
ICO // PA
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Covid-19: Pandemia já infectou mais de 6.500 profissionais de saúde

O coronavírus que provoca a covid-19 já infectou 6.596 profissionais de saúde em Portugal,…