Os pais das crianças que frequentavam a creche da Associação de Beneficiários Amigos da Terrugem (ABAT) estão descontentes com o encerramento daquela valência e acusam a Direcção Administrativa da instituição de “abuso de poder”.

De acordo com o grupo de pais, “no dia 20 de Agosto de 2020” os progenitores foram “surpreendidos por um comunicado afixado na porta da creche, que dizia que a mesma iria encerrar permanentemente dia 30 de Setembro de 2020 por insustentabilidade financeira”, sendo que “a Direcção não esteve na disposição de prestar qualquer esclarecimento ou justificação mais aprofundada”.

A creche hoje, quinta feira, já não abriu pelo que os pais se concentraram junto à instituição.
Ontem era para se ter realizado uma Assembleia Geral extraordinária para abordar o assunto, como se dá conta na edição impressa de hoje do jornal Linhas de Elvas. No entanto a mesma não aconteceu porque entretanto se demitiram elementos da Mesa.

Saiba todos os pormenores na edição impressa de hoje do semanário linhas de Elvas, já nas bancas.

  • Prejuízo ditou encerramento da creche da ABAT

    A Direcção da Associação de Beneficiários Amigos da Terrugem (ABAT) esclareceu, em comunic…
  • Festa de Santo António celebrada na Terrugem

    A freguesia de Terrugem celebrou, no fim-de-semana de 8 e 9 de Agosto, a festa de Santo An…
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por João Alves e Almeida
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Rondão Almeida denuncia “falta de investimento na recuperação de habitação”

Em conferência de imprensa realizada hoje, quarta-feira, na elvense rua Sá da Bandeira, fr…