O PSD questionou hoje o Governo sobre “a exclusão da autoestrada A6”, que passa no Alentejo e liga a Marateca à fronteira do Caia, das vias rodoviárias que “vão ser objeto de descontos no pagamento de portagens”.
Numa pergunta dirigida à ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, entregue hoje na Assembleia da República, o deputado social-democrata Cristóvão Norte disse querer saber “quais as causas que determinaram a não inclusão” da A6 “no conjunto de vias rodoviárias objeto de descontos”.
O deputado do PSD questionou ainda a ministra sobre se “tem conhecimento [de] que a A6 é a única via com portagem em território do interior que não beneficia da redução do preço das portagens e das consequências que dela decorrem”, requerendo ainda esclarecimentos sobre como a governante avalia essas consequências.
“Considerando as dificuldades vividas na região do Alentejo, e a importância da A6 para os cidadãos residentes e para as empresas ali localizadas, podemos esperar que a mesma venha também a beneficiar dos referidos descontos”, inquiriu igualmente Cristóvão Norte, eleito pelo círculo de Faro.
Nesta pergunta entregue no parlamento, o social-democrata lembrou que, em fevereiro, através de comunicado, “o Governo anunciou novos descontos dos valores de taxas de portagem em autoestradas localizadas em territórios do interior.
Esse mesmo “comunicado do Governo” referia “que, entre outros, o modelo de redução de preços” iria traduzir-se “num novo desconto de quantidade, com redução até 25% da fatura mensal, o aumento e alargamento de descontos já existentes para incentivar o uso do transporte coletivo e a uniformização e simplificação dos regimes existentes, para benefício do utilizador”, argumentou.
“O mesmo comunicado anuncia que as reduções abrangem” a A22 – Algarve, a A23 – IP, a A23 – Beira Interior, a A24 – Interior Norte, a A25 – Beiras Litoral e Alta, a A28 – Norte Litoral, a A4 – Subconcessão AE transmontana, a A4 – Túnel do Marão, a A13 e a A13-1 – Subconcessão Pinhal Interior, referiu o deputado.
“Ao analisar com detalhe as vias rodoviárias beneficiadas, é possível constatar que a região do Alentejo Central atravessada pela A6”, que liga a Marateca, no concelho de Palmela (Setúbal), ao Caia, em Elvas (Portalegre), na fronteira com a Extremadura espanhola, “não é contemplada por estes descontos”, criticou.
Cristóvão Norte defendeu que a redução também deveria abranger esta via, porque, à semelhança das outras, “atravessa idênticos territórios do interior, economicamente mais desfavorecidos ou geograficamente mais penalizados, objeto determinante na criação dos modelos de descontos”.

RRL // MLS
Lusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Covid-19: Esquadra de Estremoz da PSP fecha após caso positivo

A Esquadra de Estremoz da PSP fechou as portas temporariamente para a desinfecção dos espa…