Após uma sequência de dias quentes e secos, a partir de dia 17 de Setembro ocorrerá uma mudança na situação meteorológica com descida gradual de temperatura e aguaceiros que serão por vezes fortes e acompanhados de trovoada e afectando todo o território do continente.

Esta situação persistirá, pelo menos, até sábado, dia 19 de Setembro. A precipitação mais intensa será mais provável a partir da manhã, evolui do litoral para o interior e pode ser acompanhada de trovoada. O vento soprará por vezes forte, em especial nas terras altas, com rajadas em particular no dia 18.

A temperatura irá descer gradualmente, em especial os valores máximos e mais notoriamente no dia 17, podendo atingir entre 5 e 8°C de diferença nas regiões do interior. A agitação marítima na costa sul do Algarve irá aumentar temporariamente na tarde de dia 18 com ondas de sudoeste com 2 a 2,5 metros.

Esta situação será causada por bandas de precipitação associadas a uma depressão que se irá localizar a cerca de 600 km a norte da Madeira, e que se irá deslocar para leste, passando a localizar-se a cerca de 200 km a sudoeste da região de Lisboa de 6ªfeira, 18 de setembro.

A evolução da depressão e da sua natureza tem vindo a ser monitorizada pelo IPMA e pelo National Hurricane Centre (NHC, responsável pela monitorização de ciclones tropicais no Atlântico), tendo sido identificada uma probabilidade de 20% desta depressão extra-tropical se transformar numa depressão sub-tropical, isto é, adquirir algumas características que se verificam em ciclones tropicais.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Antigo autarca de Vila Viçosa eleito pelo PS declara apoio ao Chega

O antigo autarca de Vila Viçosa Luís Caldeirinha Roma, eleito como independente pelo PS, d…