Os casos de covid-19 no concelho de Portalegre devido a um foco relacionado com um funcionário de um restaurante, entretanto encerrado, subiram para 10, estando cerca de 70 pessoas em vigilância ativa, revelou hoje a presidente da câmara.
Adelaide Teixeira disse à agência Lusa que teve conhecimento de um novo caso, ao final do dia de quarta-feira, que se juntou aos nove já anteriormente registados, não havendo novos positivos nos testes mais recentes.
“Os dados de hoje de manhã indicam resultado negativo para pessoas testadas na quarta-feira, pelo que passa para 10 o número de infetados no concelho”, os quais têm ligações familiares, sublinhou.
Segundo a autarca, ligada a esta cadeia de transmissão da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 há ainda “uma outra pessoa infetada, mas reside em Nisa”, outro concelho do mesmo distrito alentejano.
A origem deste foco está relacionada com um funcionário de um restaurante de Portalegre, que se encontra encerrado há vários dias.
A presidente do município referiu que “não há nenhum infetado hospitalizado” e que “estão todos confinados nos domicílios”.
Questionada pela Lusa, Adelaide Teixeira não soube precisar o número de testes realizados na quarta-feira, mas afirmou que estão a ser feitos mais testes hoje e que estes vão continuar nos próximos dias.
“Continuamos a testar, com uma abrangência grande, por precaução, para avaliar se existe mais alguma pessoa infetada com covid-19 e também para detetar todas as possíveis transmissões”, salientou.
Em “vigilância ativa”, explicou, encontram-se “cerca de 70 pessoas” que terão tido algum contacto com infetados.
O primeiro caso relativo a este surto foi reportado no dia 02 de setembro.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Covid-19

Veja também

Futebolista do Benfica quebra recorde de atleta do Campomaiorense

Gonçalo Ramos, um dos futebolistas mais promissores do SL Benfica, superou um recorde que …