A operação de reabilitação urbana no centro histórico de Elvas está em discussão pública até 23 de Setembro, informou o município.

O projecto de operação de reabilitação urbana, segundo explica a autarquia, surge por “um estudo feito ao Centro Histórico de Elvas onde se concluiu que, do total de 2629 edifícios existentes, cerca de 683 estão devolutos, correspondendo a cerca de 855 alojamentos. Destes, 50 edifícios estão em estado de ruína e 63 em mau estado e carecem de intervenção urgente”.

No documento conclui-se ainda que “os efeitos urbanísticos mais directos dessa desvalorização são o desaparecimento de práticas ancestrais de vivências urbanas, que dão um carácter próprio aos centros históricos; o envelhecimento da população; a degradação e a falta de população nas zonas centrais e o crescimento de áreas urbanas extramuros”.

Sendo a cidade uma organização de espaços público e privados, cuja função principal é prestar serviços aos seus habitantes e às populações. “Pretende-se que a cidade de Elvas se evidencie como um importante destino turístico, pelo que é pertinente requalificar e revitalizar o núcleo histórico da cidade de Elvas, tornando-o vivo, não só na promoção da melhoria da qualidade de vida dos residentes, mas também promovendo a criação de um centro cultural e turístico dinâmico”, vinca o município.

Os interessados podem consultar os documentos relativos ao plano no Balcão Único e no site da Câmara Municipal de Elvas em: http://www.cm-elvas.pt/viver/planos-em-consulta-publica/.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

Covid-19: Elvas sem novos casos positivos nas últimas 24 horas

O concelho de Elvas não contabilizou, nas últimas 24 horas, quaisquer novos casos de pesso…