Os trabalhos de reabilitação da capela dos ossos da Igreja Matriz de Campo Maior arrancaram, no início da semana, num investimento que pretende recuperar o espaço e abri-lo ao público.

Na terça-feira, 18 de Agosto, o presidente do município, João Muacho, e os vereadores Luís Rosinha e Vanda Alegria estiveram na capela acompanhados pelo cónego Francisco Bento.

Esta obra tem como principal objetivo a conservação e anulação do processo de degradação, bem como a devolução da dignidade ao conjunto patrimonial, promovendo a sua preservação para as gerações futuras.

Segundo a autarquia vão ser eliminadas as barreiras arquitectónicas, de forma a tornar a entrada acessível a pessoas com mobilidade reduzida e, numa fase posterior, irá ser instalado um sistema audiovisual que explicará aos visitantes a origem da Capela dos Ossos.

A obra tem um custo total de 231 mil euros, sendo financiada a 75% pelo Programa Operacional Regional “Alentejo 2020”, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Pedro Trindade Sena
Carregar mais artigos em Destaque Principal

Veja também

António Cachola em entrevista: “O que mais admiro no trabalho dos artistas é a capacidade de nos anteciparem o futuro nas suas obras”

O mês de Julho é especial para o coleccionador António Cachola, para o Museu de Arte Conte…