Mais de 300 militares vão estar entre hoje e quarta-feira no território continental para acções de vigilância e prevenção de fogos rurais em 16 dos 18 distritos, anunciou o Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).Segundo comunicado do EMGFA, foram activadas “mais cinco patrulhas diárias, que se juntam às 20 já no terreno desde sábado, num total de 210 militares, que vão reforçar as acções de vigilância terrestre e patrulhamento dissuasor”.“Estes militares somam-se aos 119 que já se encontram nas mesmas funções em grande parte do território nacional. A saber, 108 militares no âmbito do Plano Faunos, em apoio ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), nove militares no âmbito de protocolos municipais, em missões de vigilância e sensibilização da população, e dois militares que constituem a tripulação do helicóptero “Koala” da Força Aérea, que realiza operações de reconhecimento e coordenação de outros meios aéreos”, lê-se.?O apoio, com 25 patrulhas (19 do Exército e seis da Marinha) surge no seguimento do pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), “com o objectivo de incrementar as acções de prevenção um pouco por todo o país”, em especial em Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.
HPG // SFLusa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em País

Veja também

Dez municípios do distrito de Portalegre criam empresa de gestão da água

Dez dos 15 municípios que constituem o distrito de Portalegre criaram uma empresa municipa…