A construção do troço ferroviário Freixo/Alandroal, que vai ligar o Porto de Sines à fronteira do Caia, arranca hoje, quinta-feira, dia 12 de Setembro, com o início da instalação do estaleiro da obra.A montagem do estaleiro segue-se à assinatura do auto de consignação, cuja cerimónia decorreu na tarde de quarta-feira, dia 11, em Alandroal. A cerimónia foi o acto formal de início das obras, referiu a Infraestruturas de Portugal (IP), assinalando que, após a assinatura do auto de consignação, será montado o estaleiro e “as obras no terreno começam após esta fase preparatória”.Segundo o Diário de Notícias, o contrato para a construção do troço ferroviário Freixo/Alandroal, no valor de 74,7 milhões de euros, foi assinado em abril deste ano com a MOTA-ENGIL, Engenharia e Construção, S.A., empresa à qual foi adjudicada a obra. Fonte da Infraestruturas de Portugal (IP) informou que o troço Freixo/Alandroal, com uma extensão de 20,5 quilómetros, é o primeiro a entrar em obra dos três que compõem o novo percurso da Linha de Évora: Évora Norte/Freixo, Freixo/Alandroal e Alandroal/Linha do Leste.O troço Évora Norte/Freixo, no concelho de Redondo, igualmente com 20,5 quilómetros de extensão, foi adjudicado em 11 de fevereiro, conta com um investimento de 46,6 milhões de euros e um prazo de execução de 540 dias. “O novo troço da Linha de Évora, constituído pelos troços Évora Norte/Freixo, Freixo/Alandroal e Alandroal/Linha do Leste, terá uma extensão total de cerca de 100 quilómetros, 80 dos quais de construção nova, em via única eletrificada (25 kV-50 Hz) sobre plataforma para via dupla, balastrada com carril UIC60 e travessa de betão polivalente (preparada para receber a bitola europeia)”, adiantou a IP.A empreitada do troço Freixo/Alandroal, desenvolvida no âmbito do programa Ferrovia 2020, envolve, entre outros trabalhos, a construção da infraestrutura de via-férrea, incluindo terraplenagem e sistema de drenagem e a criação de uma estação técnica. Além disso, vão ser construídas cinco pontes (com extensões que variam entre os 148 metros e os 664 metros) e quatro viadutos ferroviários (entre os 310 e os 614 metros de extensão), assim como 16 obras de arte para a criação de desnivelamentos rodoviários.A execução de caminhos paralelos e caminhos de acesso e emergência contíguos, a vedação do canal ferroviário e trabalhos preparatórios para a colocação de sistemas de Retorno de Corrente de Tração e Terras de Proteção, telecomunicações, catenária e sinalização estão também incluídos na empreitada.Durante a cerimónia, também será assinado um protocolo entre a IP e vários os municípios da zona dos mármores e do Alqueva para a realização de um estudo de viabilidade económica sobre a criação de um terminal de carga e descarga, no concelho de Alandroal.
Fonte: Diário de Notícias

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Região

Veja também

Dez municípios do distrito de Portalegre criam empresa de gestão da água

Dez dos 15 municípios que constituem o distrito de Portalegre criaram uma empresa municipa…