O Presidente da República dá posse ao XX Governo Constitucional em cerimónia a realizar ao fim da manhã (12h00) no Palácio da Ajuda, em Lisboa. O executivo liderado por Passos Coelho tem queda anunciada, tendo em conta que PS, BE e PCP anunciaram já moções de rejeição.

Cavaco Silva dá posse ao primeiro-ministro e aos 16 ministros, mas também a 36 secretários de Estado.

«A parcialidade do PR tem sido uma constante ao longo do seu mandato. Hoje (22 de Outubro), ultrapassou todos os limites e assumiu-se definitivamente como um líder de facção indigno da função que ocupa» – Capoulas Santos, PS

Segue-se um período que deverá ficar marcado por intensa luta político-partidária. Nos dias 9 e 10 de Novembro, o governo PSD/PP apresentará na AR o programa de governo, que previsivelmente terá em conta muitas das propostas do programa eleitoral socialista. Contudo, as negociações entre PS, BE e PCP vão conduzir à rejeição do governo de Passos Coelho, sendo necessário aguardar pela decisão do PR.

«Este discurso de Cavaco vai muito além da indigitação de Passos Coelho, Cavaco está a dizer que em caso algum indigitará Costa» – Tiago Abreu, CDS/PP

Em simultâneo com a apresentação do governo, socialistas, comunistas e bloquistas deverão apresentar oficialmente o acordo que presumivelmente viabilizará um governo liderado por António Costa.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Futebolista do Benfica quebra recorde de atleta do Campomaiorense

Gonçalo Ramos, um dos futebolistas mais promissores do SL Benfica, superou um recorde que …