O PS-Évora pretende aproveitar o debate sobre o Estado da Nação, a realizar quarta-feira na Assembleia da República, para questionar o Governo sobre a construção do novo hospital central.

A informação foi avançada aos jornalistas depois de uma visita ao Hospital do Espirito Santo. O deputado Bravo Nico e o presidente da Federação de Évora do PS, Capoulas Santos, responsabilizam o Governo pelas consequências da decisão de suspender, em 2012, a construção do novo Hospital Central.

De acordo com o PS, em 2012, havia financiamento comunitário garantido. Para os socialistas “vão -se degradando as actuais instalações devido à incerteza quanto ao futuro e adiam-se decisões importantes para a qualidade dos serviços de saúde enquanto prossegue o corredor rodoviário de doentes para Lisboa”. “O PS quer ver a questão levantada na AR, no próximo debate sobre o Estado da Nação, como exemplo eloquente da demagogia da maioria PSD/CDS, que sob o falso pretexto da poupança, gera acréscimo de custos em obras que podem se feitas por recurso a fundos comunitários, que, se não forem utilizados para este fim, serão consumidos em prioridades menos relevantes para o Distrito e a Região”, prometem os socialistas.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Combate à corrupção em Portugal “deve melhorar” – Ministra da Justiça

A ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, alertou hoje que Portugal deve melhorar…