A CDU manifestou preocupação com o aumento do número de insolvências no distrito de Portalegre. Em comunicado divulgado pelo PEV, a coligação alerta para a degradação do tecido empresarial no Norte-Alentejano.

“O Instituto de Informação Comercial divulgou ontem o número de empresas que apresentaram insolvência, em Portugal, desde o início do ano 2015. Estes dados revelam que Portalegre é um dos distritos onde a situação continua a degradar-se fortemente, com um aumento de 18% de insolvências registadas neste período. Estes dados, revelados ontem, só vieram agravar ainda mais a preocupação da CDU relativamente a esta situação”, pode ler-se no comunicado.

A coligação PCP/PEV adianta que a situação “está a mergulhar centenas de famílias do distrito na pobreza e a agravar o despovoamento do norte alentejano”. A responsabilidade, diz a coligação, é das “políticas de austeridade levadas a cabo pelos partidos do arco da troika, nomeadamente do atual Governo em conjugação com a União Europeia e o FMI, mas também ao abandono a que este distrito e o Alentejo têm sido votados, nestas últimas décadas, pelos sucessivos Governos (PSD/CDS/PS)”.

Para a candidatura da CDU é necessário “criar condições para renegociar a dívida e canalizar os fundos libertados para o desenvolvimento do país e do distrito de Portalegre e, ainda, ativar as inúmeras potencialidades existentes no Norte-Alentejano”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Encontrada com vida mulher desaparecida na sexta-feira em Ponte de Sor

A mulher de 75 anos que estava desaparecida desde sexta-feira à tarde no concelho de Ponte…