Socialistas de Portugal e Espanha assinaram hoje, dia 19, em Lisboa, dois documentos de programa comum, concertando a estratégia para resgatar a Europa da austeridade.

A sessão teve lugar na sede nacional do PS, em Lisboa e contou com a presença de, entre outros, Nuno Mocinha.

António Costa, secretário-geral do PS, considerou importante a união de esforços com o PSOE e realçou a presença de dois autarcas socialistas de concelhos da raia – Elvas e Campo Maior. Para Costa, estes autarcas conhecem bem a realidade transfronteiriça e as desigualdades que se registam entre os dois países ibéricos.

O líder do PSOE, Pedro Sanchez, recordou que a política da direita, em Espanha, tem criou ilusões, entretanto desfeitas, que podem vir a ser rectificadas nas eleições legislativas previstas para o outono próximo, tal como em Portugal.

Costa e Sanchez assinaram documentos intitulados “Compromisso de Governo PS/PSOE – aprofundar a integração e cooperação ibérica” e “Um novo impulso para a convergência em Espanha e Portugal”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Política

Veja também

Estremoz: “Mercado do Lago” no sábado

A 11.ª edição da iniciativa “Mercado do Lago”, em Estremoz, dedicada ao artesanato urbano,…