Para todos os gostos. A I ViniReguengos (11-14 de Junho) promete concentrar, em pleno período das Festas de Santo António, no Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições de Reguengos de Monsaraz, vinhos locais, nacionais e internacionais. Os produtores presentes terão oportunidade para apresentar e divulgar os seus produtos.

Esta será mais uma das iniciativas da Cidade Europeia do Vinho 2015. O presidente da CM Reguengos de Monsaraz, José Calixto, pretende que a iniciativa “deixe marcas” e não se esgote em 2015: “Esta é uma aposta que se vira para a valorização da economia local e regional e que terá de se projectar para além de 2015.

A programação da Cidade Europeia do Vinho 2015 arrancou oficialmente em 21 de fevereiro, com a realização da Gala Anual da Cidade Europeia do Vinho. Recorde-se que a nomeação de Reguengos de Monsaraz foi decidida em 24 de Novembro, em reunião da RECEVIN (Rede Europeia das Cidades do Vinho) realizada em Jerez de la Frontera, Espanha.

Entre as diversas iniciativas de promoção do vinho, destaque, por exemplo, para iniciativas como a que esta semana se realiza em Sevilha – apresentação a jornalistas de meios de comunicação social especializados em vinhos e turismo num encontro no Consulado-Geral de Portugal em Sevilha. Nesta ação de promoção marcam presença o autarca José Calixto, Vitor Silva, presidente da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, e António Lacerda, director excutivo da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo.

A Cidade Europeia do Vinho 2015 tem como produtores de vinho oficiais a CARMIM – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, Esporão, Ervideira, Monte dos Perdigões, Adega José de Sousa, Quinta da Várzea, Luís Duarte Vinhos, Monte das Serras e São Lourenço do Barrocal.

Produzir e exportar

Reguengos de Monsaraz é responsável por um terço do total da produção de vinho apto de Denominação de Origem de todo o Alentejo, que, por sua vez, representa 43% do volume de vendas da quota de mercado comercial nacional total, em 2013.

Uma parte considerável do vinho produzido na sub-região de Reguengos de Monsaraz tem já a exportação como destino. A Ervideira anunciou esta semana a venda de 10 mil garrafas das para a Alemanha. Estas 10 mil garrafas que chegam agora à Alemanha fazem parte dos novos lotes engarrafados com a solução HELIX, a nova rolha da Amorim que foi lançada em Portugal pela Ervideira no ano passado. Considerada a primeira inovação do Séc. XXI para packaging de vinhos, foi especialmente desenhada para vinhos de consumo rápido, permitindo que, a partir do binómio vidro/rolha de cortiça, se introduza o conceito de abertura fácil – basta usar o polegar e o indicador para retirar a rolha da garrafa.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Uncategorized

Veja também

Deflagrou mais um incêndio em Vila Boim

Um incêndio rural deflagrou na tarde de terça-feira, dia 27 de Setembro, em Vila Boim, num…