A vila de Avis regressou ao passado, mais concretamente aos séculos XIII e XIV, com a realização de mais uma edição da Feira Medieval, que, este ano, assumiu, pela primeira vez, um cariz ibérico.
De acordo com o Município, tal deveu-se à escolha da temática de Calatrava para as representações históricas, assim como à proximidade inerente à origem da Ordem de Avis e à consequente identidade de ambos os países.
Durante o fim-de-semana, reis, princesas, nobres, mendigos, bobos da corte, pajens, frades, damas, cavaleiros, bruxas, cartomantes, taberneiros, escravos, fidalgos, jograis, saltimbancos e faquires tomaram conta do Centro Histórico de Avis.
Mais desenvolvimentos na edição impressa

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Uncategorized

Veja também

Padel: Dupla elvense ganha torneio em Palma de Maiorca

As atletas elvenses Inês Aragão e Marisa Martins sagraram-se campeãs do Torneio Open Marra…