O ex-presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Nabais, foi esta sexta-feira condenado a cinco anos de prisão, com pena suspensa, pela prática de 17 crimes de peculato.
João Nabais estava acusado pelo Ministério Público de 207 crimes de peculato e peculato de uso, mas o Tribunal de Redondo deu apenas como provados 17.
O ex-autarca era também alvo de um pedido de indemnização de mais de 700 mil euros, mas foi condenado a entregar à Câmara Municipal de Alandroal somente 51 mil.
Em declarações à comunicação social, o advogado de João Nabais, Luís Filipe Pereira, adiantou que, “em princípio”, vai recorrer do acórdão para o Tribunal da Relação de Évora.

Rádio Campanário

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Actual

Veja também

Liga dos bombeiros lamenta que INEM anuncie meios que já existem nas corporações

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) lamentou hoje que o INEM tenha anunciado o reforço …