Criar oportunidades e promover a melhoria das condições económicas e sociais das populações que vivem no distrito de Portalegre é um dos principais objectivos da Federação Distrital do Partido Socialista. O compromisso assumido pela equipa liderada por Luís Moreira Testa foi reiterado durante a visita do Secretário-Geral da Juventude Socialista, João Torres, ao distrito de Portalegre.

Procurar as condições para garantir investimento, fixar a indústria e contribuir para o desenvolvimento da actividade económica nos mais variados sectores são princípios importantes que, ajustados a uma política de colaboração transfronteiriça, podem transformar o Alto Alentejo e fazer com que as pessoas que aqui vivem se mantenham e atrair mais gente que possa viver no distrito de Portalegre.
“Nós temos uma visão estratégica para o distrito de Portalegre que assenta no desenvolvimento transfronteiriço desta região que nos possa dar as capacidades de desenvolvimento que outras cidades já têm. Isto é benéfico, não só para a nossa região, mas principalmente para aqueles que aqui moram. O objectivo é fixar as nossas populações mas, sobretudo, atrair novas gentes para este território que bem carenciado está de população. Este é o desígnio do Partido Socialista: desenvolver o país e desenvolver territórios como o Alto Alentejo”, afirmou o Presidente da Federação Distrital de Portalegre do PS, Luís Moreira Testa.
Para o responsável socialista, o futuro está, precisamente, no trabalho em parceria e na cooperação. “Na Federação de Portalegre também temos este objectivo, o de construir novas plataformas que ajudem a desenvolver o distrito de Portalegre. Não nos cansaremos de procurar e de encontrar os caminhos que ajudem à sustentabilidade económica e social do distrito, mas sobretudo ao desenvolvimento da nossa região que é isso que merecemos e é isso que vamos conseguir”, sustentou.
Nesta visita ao distrito, o Secretário-Geral da Juventude Socialista, João Torres, destacou a importância de valorizar os recursos de cada região para o seu próprio desenvolvimento e para a melhoria do país como um todo. “O Interior vale a pena. No Interior temos recursos, quer naturais, quer históricos, quer humanos, que são os mais importantes, para contribuir para uma nova estratégia de desenvolvimento económico para o país”, disse o responsável da Juventude Socialista.
João Torres enalteceu, durante a visita à Delta, em Campo Maior, a “capacidade e a coragem de se investir num território que é um território interior, mas que é um território que tem muitas potencialidades. O país tem de olhar para os cidadãos, não distinguindo como de primeira ou de segunda, consoante vivam no Litoral ou no Interior, e é importante, também, que nós saibamos olhar para a nossa fronteira, não como uma muralha mas como uma oportunidade de desenvolvimento”, sublinhou.
O Presidente da Federação Distrital da Juventude Socialista de Portalegre, Marco Matroca, salientou, entretanto, a necessidade de mostrar a quem vive no Alto Alentejo, e em particular aos jovens, a importância de acreditar na política que procura o bem-estar de todos. “Queremos, aqui no distrito de Portalegre, dar todos os contributos necessários para que os jovens se revejam no nosso projecto, realçou.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Política

Veja também

Estremoz: “Mercado do Lago” no sábado

A 11.ª edição da iniciativa “Mercado do Lago”, em Estremoz, dedicada ao artesanato urbano,…