A Câmara Municipal de Monforte viu, recentemente, o seu espólio patrimonial enriquecido com cerca de 200 peças de artesanato que recebeu por doação efectuada por Joaquina Maria Rento, a viúva de Francisco Severo, o artesão que as executou.
As peças foram entregues pessoalmente a Gonçalo Lagem, o presidente do Município, que, acompanhado por Fernando Saião e Mariana Mota, vice-Presidente e vereadora do seu executivo, e por Teresa Cunha, a dirigente da Unidade Flexível Sociocultural, Educação e Desporto, se deslocou a Santo Aleixo com esse propósito, afirmando que “a Autarquia tudo fará para estimar, preservar e valorizar o espólio, pois trata-se, acima de tudo, de um precioso legado que muito honra todos os artesãos do concelho e, neste caso, os da freguesia de Santo Aleixo em particular”.
Francisco Severo (ou “Chico cambalhotas” como era alcunhado) nasceu e viveu em Santo Aleixo, uma das quatro freguesias do Concelho monfortense, onde faleceu, em 1996, com 76 anos de idade, passados em contacto com o meio rural que o inspirou nessa arte de manusear habilmente o canivete, ocupando, assim, todos os tempos livres que o seu trabalho raramente lhe permitia. Agricultor e hortelão, dedicou-se com enorme paixão a talhar madeira e a moldar cortiça que usava para criar obras artesanais muito apreciadas. Para além de brinquedos e das peças decorativas e miniaturas alusivas ao quotidiano de santo Aleixo, Francisco Severo tinha uma predilecção pelos tarros, cochos e colheres de madeira.
Muitos desses trabalhos continuam a ser procurados, sobretudo por estabelecimentos de restauração que praticam cozinha tradicional e que os utilizam para valorizar o seu serviço.
Entretanto, a colecção já está a ser inventariada e, segundo declarações de Teresa Cunha, algumas peças terão que ser submetidas a intervenções de limpeza e conservação, prevendo-se que, em Agosto, por ocasião das Festas em Honra de Nossa Senhora, seja apresentada ao público, no Posto de Turismo, em Monforte, uma selecção das mais representativas, e onde, posteriormente, irão ficar algumas expostas permanentemente ao lado de outras que constituem a mostra de artesanato do Concelho aí instalada. As restantes serão, então, acondicionadas devidamente, ficando, no entanto, disponíveis para integrar futuras exposições.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Redacção
Carregar mais artigos em Uncategorized

Veja também

Elvas: CarsM&S celebra 5.º aniversário com feira automóvel

A empresa CarsM&S está a comemorar cinco anos de existência e para festejar promove uma fe…